Notícias

Notícias
Nova atualização 3.2 para FT500, FT500LITE e FT600!
17/08/2017

A Nova versão 3.2 para os módulos FT500, FT500LITE e FT600 está disponível para download, confira o guia de instrução para utilizar as novas funções. 

Antes de atualizar seu módulo, confira as instruções abaixo:
 

1º Passo – Antes de atualizar salve os mapas e logs salvos no módulo: Antes de mais nada é sempre bom fazer uma cópia dos mapas para o computador, então antes de instalar a nova versão, salve seus mapas importantes no computador, aproveite e baixe os logs que estão na memória da FT500 pois eles serão apagados após a atualização.
 

2º Passo – Baixe a versão 3.2 do FT Manager: FAÇA O DOWNLOAD DA NOVA VERSÃO AQUI ou no menu "Softwares" no site FuelTech.

Em seguida abra o programa, o Windows Defender SmartScreen pode exibir uma mensagem de aviso ao instalar o Software FT Manager, abaixo estão os passos A e B para instalar o FT Manager se isso acontecer com você: 

A - Clique em "Mais Informações":

B - Clique em "Executar assim mesmo", e logo após a instalação irá iniciar:

 

 

3º Passo - FT Updater: abra o software FTManager, conecte o cabo USB no módulo FT500, FT500LITE ou FT600 e no computador, clique na aba “Ferramentas” e no ícone chamado “ECU Updater”. 

Uma nova janela surgirá, clique no botão “Atualizar” e aguarde até o final da atualização, um aviso será exibido na tela. No espaço localizado à direita da tela, chamado “Notas da versão”, estão descritas todas as novidades.

  

 Novidades da versão 3.2 : 

• Nova tela diagnóstico de partida com indicador de RPM individual para roda fônica e do sensor de fase do comando, indicação de sincronização, de pulsos de injeção e de ignição e leitura de ângulo do sensor de fase.

  Novos mostradores seguindo o padrão da FT600, incluindo ainda mostradores de gráficos e do tipo LED (on/off);

Suporte a novos sensores incluindo os customizados

Visualização em tela cheia e em janela “pop up”.

• Partida a frio com reservatório: Função considera a temperatura do motor e aplica o tempo configurado em uma saída para bomba e solenoide de partida a frio de gasolina para motores a etanol.

• Saída ativada por RPM: Função permite ativar uma saída quando uma determinada rotação é atingida, também é possível configurar o acionamento da saída em 0V ou 12V.

• Controle da pressão freio através do line lock:

  Criado menu específico para configuração do line lock (antes estava junto ao menu 2-step)

Seleção de atuação individual: Burnout, 2-step e/ou 3-step

Nova opção de controlar automaticamente a pressão do freio, liberando ou segurando “a linha” do freio conforme pressão desejada, permitindo precisão e largadas mais consistentes.

Requer instalação de relé de estado sólido para pulsar solenoide de line lock

•  Senhas:

  Aumento da segurança de senhas com o uso de código de verificação no FTManager.

  Redefinição das senhas de proteção - antigas senhas de Usuário e Preparador agora passam a ser:

Senha de ECU: Protege a ECU, podendo bloquear a partida, os menus e a comunicação com o FTManager, inclusive bloqueando o download de logs.

  Senha de Mapa: Protege a propriedade intelectual de um mapa, podendo inclusive vincular um mapa a apenas uma ECU através do número serial. Permite selecionar individualmente cada uma das funções que serão bloqueadas por senha, permitindo assim que o usuário tenha acesso somente aos menus que não representam risco ao ajuste.

Conversão ao atualizar para a versão 3.2: as senhas de usuário e preparador serão convertidas da seguinte forma:

A “Senha de preparador” será convertida para “Senha do mapa” mantendo os mesmos bloqueios da versão anterior.

A “Senha de usuário” será convertida para “Senha da ECU” mantendo os mesmos bloqueios configurados na versão anterior.

Conversão ao abrir mapas antigos gravados no PC em um FTManager 3.2:

A “Senha de preparador” será convertida para “Senha de Mapa”.

Se o mapa não possuir “Senha de preparador” mas possuir “Senha de usuário” com menus bloqueados, a senha será convertida para “Senha de Mapa” protegendo os menus. Caso a opção de bloqueio de menus não esteja configurada não haverá conversão de senhas.

OBS: Verifique a configuração de senha após a atualização e abertura de mapas anteriores a 3.2 e certifique-se que as proteções estão de acordo com as suas especificações.

• Controle de diferencial para UTV Yamaha YXZ1000:

Controle da seleção do modo do diferencial modelo Yamaha YXZ1000. Utilizando diferencial e chave seletora originais, a função aciona o motor que movimenta as engrenagens garantindo o engate correto. *Configuração presente apenas na interface touch do equipamento.

  

  MELHORIAS: 

• Comunicação USB: Melhoria na comunicação USB aumentando a robustez e a velocidade ao baixar logs e atualizar o equipamento (aproximadamente 3x mais rápido).

• Acelerômetro:

  Aperfeiçoamento das leituras de Força G

  Criado ajuste de frequência do filtro permitindo diminuição de ruído em casos extremos (IMPORTANTE: quanto menor for a frequência, maior será o atraso/suavização na leitura do acelerômetro) 

•  Ponto na partida do motor: Permite configurar até 4 valores na tabela de ponto por temperatura do motor (em vez de valor único), permitindo adequar o melhor ponto de partida para cada temperatura do motor.

•  Limitador de rotação por temperatura do motor: Permite configurar até 4 valores na tabela de RPM por temperatura do motor (em vez de valor único), permitindo configurar um limitador de RPM com motor muito frio ou muito quente seguro, evitando danos ao motor.

•  Função BoostController:

  Adicionado alvo para “Pré-largada”, utilizada somente com configuração por “Tempo após 2-step”, ela segue os mesmos parâmetros de TPS e MAP configurados e fica ativa sempre que o botão 2-step não estiver pressionado (e enquanto não houver uma largada válida), sendo uma forma de ter a pressão para o burnout sem que seja acionado o modo burnout.

  Novos valores padrões do controle para “Bloco de 2 válvulas FT”

  Aumentado para 25 as opções de “Níveis de reação”.

  A seleção de sensor padrão para Pressão da wastegate passa a ser PS10B.

  Válvulas de alívio possuem tempo máximo de 10s de acionamento, evitando danos ao atuador em casos de sensor de pressão com problema ou configurados incorretamente.

•  Função bomba de combustível:

  Adicionado opção “Durante a partida” para auxílio na partida quando uso em conjunto com bomba mecânica. A bomba será desativada 1 segundo após o motor atingir a rotação de partida.

  Adicionado edição do tempo de acionamento para modo “Temporizado” e “Durante a partida”

  Adicionado seleção do sinal de saída 0V ou 12V

• Melhorias de controle

  Opção para utilizar o sensor de fase apenas para sincronização (10 voltas do motor após a partida). O valor de fase continua sendo gravado no log mas não é mais considerado e portanto o seu mal funcionamento em alto RPM não afeta o funcionamento do motor.

  Aperfeiçoamento da estratégia de dwell da ignição quando acontece perda do sinal de rotação.

  Aperfeiçoamento da indicação dos canais de log de injeção e ignição quando acontece perda do sinal de rotação.

  Aumento da proteção para evitar sobrecarga nas bobinas

• Alertas: Os alertas da FT passam a ser gravados nos Eventos de Status do log, incluindo o número do cilindro do EGT gerou o alerta de EGT baixo/alto.

• Botão de partida: O botão no painel de instrumentos passa a mudar de estado START / STOP conforme acionamento.

• Pro-Nitro: Nova opção permite função “Ativa sempre”, sem necessidade de chave externa, simplificando para o piloto visto que a ativação do nitro já é restrita a uma largada valida e não acontece em momento errado.

• Função Eletroventilador 1 e 2: Adicionado configuração de “Ativado / Desativado”

• Liberado edição de ponto positivo (-30 a +30) para as funções: Rotação por tempo, Ponto por tempo, Velocidade por tempo e driveshaft por tempo.

 Permite agora ajustar o controle de tração de forma “positiva” adicionando potência ao motor em caso de não estar seguindo a curva programada.

• FTSPARK: Melhoria na partida do motor aplicando energia máxima nesse momento de forma automática.

•  Melhoria de performance na comunicação entre ECU e FT Manager contribuindo para as informações de tempo real.

• Saída de Line lock: Quando configurado em Burnout a saida fica ativa todo o tempo do modo burnout, foi alterado nesta versão para que o line lock quando configurado apenas como 2-step seja ativado quando em 2-step enquanto estiver em modo Burnout, anteriormente ela não era acionada nessa condição, apenas no 2-step fora do modo Burnout.

• Eventos de status: Adicionado eventos de aquecimento de sonda e de interferência no barramento CAN

• FT Manager

  Novos canais matemáticos no log ativados automaticamente ao baixar o log quando condições existem:

Diferença de velocidade entre roda traseira e dianteira: permite melhor identificação de quando veículo está destracionando.

RPM do motor por RPM do cardan: indicando a relação aproximada de marcha e escorregamento do conversor de torque em câmbios automáticos.

RPM do câmbio calculada através da relação de marcha e velocidade ou da rotação do cardan e detecção de marcha, permitindo fácil interpretação de quanto a embreagem ou conversor de torque do veículo está escorregando.

  Aumento da resolução dos canais matemáticos provenientes de canais de velocidade.

 Possibilidade de criação de pasta na tela de “Salvar ajuste como“

  Reorganização dos grupos de canais do FT Datalogger

  Melhoria do uso com telas de baixa resolução que causavam falsa seleção.

  Indicadores de sondas configuradas auxilia na seleção correta das sondas que são utilizadas na média para o controle de malha fechada, mostrando claramente quais existem na configuração atual.

  Melhoria na navegação dos controles por tempo.

  FT Datalogger: Tempo padrão da janela de visualização de um novo LOG baixado alterado de 20s para 10s.

  Melhorias no protocolo CAN

  Escalas de RPM do Cardan passam a ter o mesmo padrão (fundo de escala) da RPM do motor na exibição do log.

  Atalho para editar configuração do canal diretamente ao clicar em seu nome na lista com o botão direito.

  Novos atalhos de teclado. Para consultar a lista atualizada, acesse o menu hotkeys no canto superior direito do FTManager.

•  Melhorias gerais:

  Melhoria na lógica de inicialização de entradas digitais.

 Ao enviar um mapa, caso exista RPM, a função de lenta não será mais reinicializada, evitando que o motor apague durante o processo de reconfiguração do controle.

  Retirado o bloqueio de configuração de fase se a Injeção for sequencial e tipo de motor rotativo.

 Portas CAN A e B passam a ser sempre ativadas. Configuração “Ativado/Desativado” não está mais disponível. Seleção de envio de dados em tempo real foi mantida.

  Ajustes em textos para melhoria de entendimento.

  Melhoria no bloqueio para troca de marcha, agora o tempo desligado da saída é fixo em 300ms, permitindo tempos menores (antes o tempo de desligado era o mesmo que ligado).

  Variação NHRA deixou de ser exibida, não é mais exigida versão especial para essa categoria.

  Novo filtro editável para os canais de medição de frequência (RPMs do cardan e câmbio e velocidades), permitindo maior ou menor suavização do sinal. (OBS: quanto maior a suavização menos detalhes serão exibidos)

  A função Saída ativada por MAP passa a desacionar 0,1 segundos após o valor de MAP ter baixado do valor de acionamento, antes era imediatamente após.

  Malha fechada passa a desconsiderar variações bruscas de TPS durante uma largada válida, mantendo assim a aplicação da correção durante toda a largada a fim de evitar a desativação indesejada da malha fechada em uma situação onde o piloto teve que reduzir o acelerador porém o motor continua com carga.

  GearController integrado na FT600: Nível para rearme foi alterado para casos de cambio sequencial, facilitando o rearme entre uma marcha e outra sem prejudicar a proteção.

  

  CORREÇÕES:  

•  Correção no desligamento do line lock quando o 2-step estivesse configurado como velocidade.

•  Correção do conflito FTSPARK e Alcohol O2 na CAN (FTCAN)

•  Correção nos LOGs com informações de corte onde o tempo exibido era maior do que o aplicado apesar de o funcionamento não possuía erro.

•  Correção na geração do mapa padrão pela ECU para mapa de ignição quando selecionado alta e baixa taxa de compressão.

•  Correção no controle do GearController integrado quando usado no modo sequencial (corte ocorria no sentido contrário da alavanca)

•  Correção para perda de calibração de TPS quando sinal configurado nas entradas de 12 a 20.

•  Correção: O botão da embreagem não segura no 2-step durante o modo Burnout

•  Corrigido a exibição da posição da embreagem no Datalogger e na tabela de linearização da entrada no FTManager (exibia 1000% ao invés de 100,0%)

•  Correção dos textos no FTManager para acionamento dos LEDs laterais “fora da faixa” e “dentro da faixa” estavam invertidos.

•  Atraso do módulo de ignição: corrigida a exibição da casa decimal no valor de ajuste. Não houve alteração no funcionamento.

•  Correção da fórmula de calibração do ar livre de sonda do FuelTech Alcohol O2 via entrada analógica. Funcionamento não será alterado com esta atualização, caso utilize esta calibração, é necessário refazer a calibração ao ar livre.

  

  FT Manager  

•  Correção na conversão BAR=>PSI que resultava numa diferença na 3ª casa decimal.

•  Erro ao salvar valor de alerta na configuração do dashboard em uma medida customizada

•  Correção na conversão de temperatura interna da FTSPARK

•  Correção no ajuste rápido do mapa de BoostController em PSI

•  Correção na exibição das tabelas de Ajuste de injeção individual por cilindro. Havia tabelas que não eram exibidas em determinadas situações.

•  Correção na conversão do mapa de BoostController de marcha por RPM durante atualização para versão 3.1

 

 

 

 


Compartilhe:

HISTÓRICO DE NAVEGAÇÃO

  • PALAVRAS PESQUISADAS

  • SEÇÕES VISITADAS

  • PRODUTOS VISITADOS